quinta-feira, 20 de outubro de 2011

CHEGOU EM PRINCESA O AMARGO - PRODUTO 100% NATURAL


Natural Ervas Amargo 500ml, produtos naturais com chá misto de carqueja, camomila, chá verde e hortelã piperita.com aroma natural amargo.

Não contém glútem, não contém açúcar, não alcoólico e não fermentado.
AMARGO

Carqueja: é útil em casos de anemia, enfermidades do fígado, icterícia e má digestão. Usadas também para regimes de emagrecimento.

Camomila: possui propriedades digestivas e calmantes das cólicas digestivas e intestinais. Atua ainda acalmando irritações e inflamações dos olhos e da boca.

Chá verde: possui propriedades como analgésico, diurético, também previne e combate alergias, tosse, asma, arteriosclerose, congestão, depressão, diarréia, infecções digestivas, ressacas, colesterol alto, enxaqueca e tumores.

Hortelã piperita: indicada para azia, catarro, enjoo e vômito.

Quássia: é útil principalmente para problemas digestivos. Muito útil também em casos de debilidade digestivas por problemas nervosos.

DILUIÇAO: Este chá pode ser consumido puro ou com água (1 parte de chá para 1 parte de água). 3 vezes ao dia

Registro do Produto no Ministério da Agricultura MAPA N° ES-09324 00009-3.

ENCONTRA-SE NA FARMÁCIA SÃO JOSÉ - ZÉ DE EDEZEL

22 comentários:

Anônimo disse...

onde encontra esse remedio ? que coisa moro em Sergipe e não acho em lugaR ALGUM .. REGINALDAARTESAANTOS@HOTMAIL.COM

Anônimo disse...

qual a quantidade que se deve tomar por dia?
gabisantoscarmo@hotmail.com

Anônimo disse...

Ouvi dizer que o amargo é bom pra quem tem gastrite e úlcera,é verdade?

Anônimo disse...

como amargo age contra o mau alito?

Elaine e Eron disse...

Minha Prima toma uma medida do medidor que já vem nele e ela já emagreceu ,eu comecei hoje daqui a um mês falo do resultado.

vitoria disse...

comecei a tormar hoje vamos ver o resultado

Anônimo disse...

comecei a tormar hoje vamos ver o resultado

Anônimo disse...

Vou começar a tomar tbm...depois volto aqui para comentar.

Anônimo disse...

como devo usar esse chá mim fale a quantidade exata pois ele amarga demais

paula cavalcante disse...

bom minha cunhada tomou esse remedio e minha mae tb...falou q...otimo valer apena toma ele vou c....essa semana

paula cavalcante disse...

eu tb..comecei a tom...hoje

paula cavalcante disse...

ja comecei daqui a um mes eu fal o resultad

Regina Coeli disse...

Comecei hoje, estou tomando uma medida pela manhã e outra à noite,
daqui a umês darei meu comentário.


Darly e Elton (casamento) disse...

Comecei hj quero v o resultado

Darly e Elton (casamento) disse...

Comecei hj quero v o resultado

Cristiane disse...

Comecei a tomar hoje, daqui a um mês, posto novidades!

Anônimo disse...

Da-lhe rebanho de cobaias!

Anônimo disse...

Ele e mt bom

Anônimo disse...

vou comprar hj,todos daqui da minha cidade dizem que ele é ótimo...depois eu volto e conto o Resultado.

Anônimo disse...

OUVI FALA DESSE AMARGO, VOU COMEÇAR A TOMAR HOJE, MAIS GOSTARIA DE SABER PQ ELE NÃO TEM BULA. PARA SABERMOS SUA INDICAÇÃO, AUARDO RESPOSTA.

marcos vinicius disse...

gostaria qual a quantidade a ser administrada por dose diária.

Anônimo disse...

http://jconline.ne10.uol.com.br/

VIGILÂNCIA SANITÁRIA
Apevisa proíbe comercialização de produtos Múltiplo Amargo e Amargo Família
A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado do último sábado (26)
Publicado em 27/04/2014, às 12h50
Orkut
Do JC Online
Na embalagem do produto havia um número falso de protocolo junto à Anvisa / Foto: Divulgação
Na embalagem do produto havia um número falso de protocolo junto à Anvisa
Foto: Divulgação
A Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) determinou a suspensão da distribuição, comércio e uso em todo o Estado de Pernambuco dos produtos Múltiplo Amargo e Amargo Família em cápsula, utilizados para auxiliar no emagrecimento e perda de peso. A decisão foi publicada no Diário Oficial do Estado do último sábado (26).

De acordo com a Apevisa, os produtos fabricados pela empresa Natural Ervas Produtos Naturais Ltda ME, não possuíam registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e estavam sendo comercializados em farmácias e drogarias do Estado, por este motivo foram submetidos à determinação.

Na embalagem dos produtos, foi encontrado um número falso de protocolo junto à Anvisa.“Durante as investigações, foi constatado, também, que os estabelecimentos comerciais estavam realizando divulgação (propaganda em panfletos, baners e até em outdoor) informando que o produto Amargo serviria para a cura de diversos males como gastrite, má digestão, diabetes, pressão alta, azia e gordura no fígado. Ressalte-se que a simples indicação terapêutica de um produto o classifica como medicamento e que necessita obrigatoriamente de registro junto à Anvisa. Além do mais, fabricar medicamento sem registro está tipificado como Crime Hediondo, com prisão de 10 a 15 anos”, explicou o Gerente-Geral da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa), Jaime Brito.