quarta-feira, 7 de maio de 2014

30 Eu...

Para mim, a idade nunca foi um problema. Muitos dizem que tenho cara de menina, então... Nunca tive receio em falar sobre isso. Completar 30 anos é como chegar à metade, primeiro se faz 15, depois 30, depois se aguarda ansiosamente os 60... E é como se fosse um ciclo na vida de qualquer pessoa, em especial às mulheres...
Nesse momento inúmeras lembranças vêm à tona. Todos os passos que dei os voos que alcancei e cada sonho realizado. Particularmente, lembro muito das minhas últimas conquistas, como casar e ter um filho sadio e inteligente. Mas não tem como não descrever o começo do meu ‘eu’ profissional, o momento em que me encontrei. Sempre tive esse lado “artista” e criativo de fazer as coisas, mas o ingresso na faculdade e a minha formatura reservaram momentos inesquecíveis em minha vida. Consegui me formar em Jornalismo, uma profissão que eu tanto admiro e fiz amigos para a vida toda. Por conta da profissão morei em outras cidades, convivi com outras pessoas, morei sozinha, aprendi que eu mesma era a minha melhor companhia, conquistei espaços no meio profissional, fui empresária, entrei na política, continuei estudando, fiz duas especializações, ganhei dinheiro, perdi dinheiro, voltei para casa... e na estrada eu continuo. Trabalhos e mais trabalhos, conquistas e mais conquistas.
Continuo me permitindo ser feliz, fazendo o que eu quero sempre o que eu quero fazer. Sou feliz. Tem como não ser? Voltei para perto dos meus pais, recusei trabalhos em outros meios maiores em nome da família. Um marido maravilhoso, um filho amável e voltei para cuidar daqueles que tanto cuidaram de mim. Sou e muito feliz não é mesmo? Cheguei aos 30 sem estrias e sem rugas, apenas algumas celulites e um pouco acima do peso, embora meu marido insista em dizer que estou “gostosa”. Estou em dias com a saúde, nada para eu me preocupar. Tenho muitos colegas, bons amigos, alguns muito bons mesmo. Estou realizando meu sonho da casa própria, e trabalho bastante pra viver bem, mas não sou escrava do dinheiro, tenho tudo que preciso e um pouco mais... Minha vida é dinâmica e em ciclos, estou sempre me renovando e buscando me conhecer mais. Temo a Deus e procuro ouvi-lo todos os dias, talvez por isso eu esteja tão bem...
Para os próximos anos? Espero me surpreender ainda mais com a vida, alcançar meus objetivos, aquelas conquistas que estiverem reservadas para mim. Os caminhos que escolhi conscientes ou inconscientemente me trouxeram até aqui hoje. Eu fiz o que eu queria e vou continuar a fazer, pois sou fiel aos meus desejos e quando vou não volto mais. Posso dizer que já sei de onde sopram os tufões e, de onde vem a brisa que traz a felicidade, por isso o que vier estou pronta, sempre estarei, porque para mim o que importa é viver. Aos 30 passarei a querer mais qualidade à quantidade. Li em algum lugar que fazer 30 anos é mais do que chegar ao primeiro grande patamar. É mais que poder olhar pra trás e ver tudo o que se passou. Chegar aos 30 é hora de se abismar. Por isto é necessário ter asas, e sobre o abismo voar. Eis que estou aqui, pronta para voar... Parabéns para mim!

Reações:

2 comentários:

CHICO FLORENCIO disse...

Parabens pra vc! Benvinda ao clube das "balzaquianas". Lembro só que a expectativa de vida da sua geração será proxima dos 90 anos, ou seja, vc só caminhou 1/3 dessa jornada. Meus votos de uma longa e feliz vida!

Anônimo disse...

Achei bacana o que vc escreveu!
Também fiz 30 uma vez há muito atrás. Logo depois fiquei ansioso pelos 40, pq me diziam a que vida começa nessa faixa, mas me enganaram! Se bem que meus 40 anos, foi o melhor comemorado.