terça-feira, 17 de junho de 2014

Hoje é no Nordeste

Após estrearem com vitória na Copa do Mundo, Brasil e México fazem o choque de líderes pela segunda rodada do Grupo A nesta terça-feira, às 16h, na Arena Castelão, em Fortaleza.
Os brasileiros fizeram 3 a 1, de virada, sobre a Croácia, enquanto que os mexicanos bateram os camaroneses por 1 a 0. O vencedor pode garantir a vaga antecipada nas oitavas de final dependendo do que acontecer no encontro entre croatas e camaroneses, programado apenas para quarta-feira.
Satisfeito com o que viu na estreia, o técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari, espera uma partida muito mais complicada diante do México, que ganhou muitos elogios do treinador canarinho.
“Já tivemos muitos problemas contra o México na história recente do futebol. Perdemos em partidas importantes e isso precisa ser levado em consideração quando analisamos o grau de dificuldades do confronto. Nosso adversário tem um bom toque de bola, jogadores experientes e jogadas aéreas que são um perigo muito grande.Mas nós também temos as nossas virtudes e as nossas qualidades e plenas condições de garantirmos mais essa importante vitória”, analisou Felipão.
Os mexicanos, por sua vez, reconhecem que pretendem tirar proveito dos erros dos brasileiros.
“Estamos dispostos a surpreender. Sabemos que vamos ter um rival de ainda mais qualidade neste jogo, um candidato ao título, mas sabemos que podemos vencer”, disse Miguel Herrera, técnico do México.
Em termos de escalação, a principal dúvida na Seleção Brasileira, que impede Felipão de confirmar a escalação da partida de ida é a presença do meia Hulk, que vem reclamando de dores na coxa esquerda. Caso ele seja vetado, ou preservado, a sua vaga será herdada pelo volante Ramires.
Pelo lado do México, Miguel Herrera, que faz mistério, vai repetir a formação que derrotou Camarões. Assim, o jogador mais famoso e caro do time, o atacante Chicharito Hernández, começa o confronto mais uma vez no banco de reservas.

Reações:

0 comentários: