sexta-feira, 27 de junho de 2014

Quatro açudes monitorados pela Aesa ‘sangram’ e sete estão com nível acima de 90%, entre eles o Tavares II

As chuvas deste mês de junho provocaram o “sangramento” de quatro açudes paraibanos monitorados pela Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa): Gramame-Mamuaba, em João Pessoa; Jangada, em Mamanguape; Olho d’Água, em Mari; e Araçagi, localizado na cidade de mesmo nome.
De acordo com o setor de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, que acompanha o nível de 124 barragens em todo o Estado, outros sete açudes estão com nível acima dos 90% da capacidade máxima. São eles: Marés em João Pessoa; São Salvador em Sapé; Tavares II no município de Tavares; São José II em Monteiro; Santa Rosa em Brejo do Cruz; Cafundó em Serra Grande; e Poço Redondo em Santana de Mangueira.
“Como estamos no período mais chuvoso da região leste, essa evolução no nível dos açudes é normal. A tendência é de que as recargas aconteçam de forma ainda mais significativa em julho e agosto, já que nesse período ocorrem as chuvas que são responsáveis por 70% do abastecimento dos reservatórios do litoral”, informou o gerente de Monitoramento e Hidrometria da Aesa, Alexandre Magno. A perspectiva é de que nos próximos dois meses as cidades litorâneas, que já lideram o ranking das chuvas, consolidem os maiores índices pluviométricos da Paraíba em 2014.
G1PB

Reações:

0 comentários: