quinta-feira, 31 de julho de 2014

Coordenador do SAMU de Princesa fala sobre a importância de medicamento para infarto nas ambulâncias

Uma portaria assinada pelo ministro da Saúde, Arthur Chioro, durante o IV Congresso Nacional do SAMU, prevê a inclusão do medicamento trombolítico nas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Com isso, as vítimas de infarto socorridas pelo serviço terão mais chances de sobreviver e ficar sem sequelas. A estimativa é de que a incorporação reduza em 17% o número de óbitos por infarto. A portaria também prevê recursos financeiros para os municípios que aderirem à ação.
Segundo o Coordenador do SAMU de Princesa Isabel, Leonardo Lima, a secretaria de saúde estará realizando consultas ao MS para garantir que a unidade do SAMU de Princesa seja beneficiada com esse novo serviço. Leonardo destacou que o número de vítimas com infartos é preocupante no município. “Com essa portaria será um ganho importante para o serviço de urgência porque as doenças do aparelho cardiovascular são as que mais matam hoje em dia. Então, ter esse medicamento disponível representa a diferença entre a vida e a morte”. Destacou Leonardo.
O Sistema Único de Saúde (SUS) registrou, em 2012, 84.157 mortes e 59.510 internações por infarto agudo do miocárdio. A expectativa é que, com o medicamento, o SAMU possa salvar até 8.368 pessoas por ano.
SB

Reações:

1 comentários:

Anônimo disse...

parabéns ao coordenador do SAMU de princesa Isabel, por o empenho e compromisso dispensado a este serviço que é de suma importância para a saúde,que ele continue sendo esse exemplo de coordenador.