terça-feira, 8 de julho de 2014

Em entrevista, Felipe Scolari exala "alívio" e admite Brasil com três volantes contra Alemanha

Não são poucos os problemas de Luiz Felipe Scolari para partida contra a Alemanha, nesta terça-feira, 8, em Belo Horizonte, pela semifinal da Copa do Mundo. Sem seu craque, Neymar, e seu capitão, Thiago Silva, o técnico não revela o time que entrará em campo. O que não esconde, porém, é o sorriso e uma aparente sensação de alívio.
Na véspera da partida, depois de viajar de Teresópolis para Belo Horizonte num helicóptero, concedeu até agora a sua entrevista mais descontraída desde o início do Mundial. Brincou do início ao fim, não fez queixas à arbitragem, nem à organização do evento, comentários constantes desde a estreia do Brasil na competição.
Antes mesmo da primeira pergunta ao técnico ser concluída, interrompeu o jornalistas com uma brincadeira. A questão era sobre os jogadores o conhecerem e entenderam suas orientações pelo olhar. "Não estou gostando dessa tua pergunta. Está olhando muito", disse rindo. Realmente deixar suas intenções para o jogo contra a Alemanha serem decifradas não era o objetivo de Felipão. Ao longo de 17 minutos de entrevista, não citou o nome de nenhum dos possíveis substitutos de Neymar, fora da partida após sofrer uma fratura na vértebra no jogo contra a Colômbia.
Felipão admitiu apenas que tem duas opções de formação tática para o jogo que decide uma vaga na final. Manter o esquema e escolher um substituto para Neymar na frente, Willian ou Bernard, seria uma opção. A outra, é acrescentar um volante a mais na equipe, que teria Luiz Gustavo, Fernandinho e Paulinho. Os dois desenhos de time foram testados no treinamento desta segunda-feira, na Granja Comary, em Teresópolis.
"Se eu jogar com três volantes, darei mais liberdade aos laterais. E se eu jogar com dois homens, darei um pouco menos de liberdade, mas vou acrescentar alguma situação diferente para causar algum prejuízo à Alemanha", foi o que se limitou a comentar o técnico.
Antes disso ouviu duas perguntas direta. "Você já definiu o time? Vai divulgar a escalação?". A resposta foi seca, mas seguida de uma gargalhada. "Primeira pergunta, sim. Segunda, não", afirmou.

Reações:

0 comentários: