quarta-feira, 9 de julho de 2014

FELIPÃO ASSUME CULPA NA PIOR DERROTA DA SELEÇÃO

Luiz Felipe Scolari ganhou a admiração que eterna do torcedor brasileiro depois de comandar o Brasil na conquista do pentacampeonato, em 2002, e foi com esse currículo que ele foi chamado para tentar o hexa, em casa. Mas, nesta terça-feira, o treinador falhou na montagem do time que foi presa fácil para a Alemanha, perdendo por 7 a 1.
Ao fim da partida no Mineirão, Felipão assumiu a responsabilidade pelo desempenho decepcionante do time. “Quem é o responsável quando a equipe se apresenta? Quem é o responsável pelas escolhas? Sou eu. O resultado pode ser dividido por todo o grupo, porque os jogadores querem isso. Mas a escolha da parte tática, da forma de jogar foi minha. Então, o responsável sou eu”, garantiu o treinador, que admitiu, durante a entrevista coletiva, que esta é a pior derrota da história da seleção brasileira.
A crítica sobre o trabalho de Felipão na semifinal da Copa recai pela escolha que o treinador fez para o substituto de Neymar. Depois de testar Paulinho, Fernandinho e Luiz Gustavo juntos, ele optou por Bernard, abrindo o meio-campo para a Alemanha.
O treinador acredita, porém, que não perdeu os créditos da conquista do penta. “Fiz meu trabalho como sempre faço. Fiz aquilo que achava mais correto e o melhor. Esta foi a terceira derrota de um ano e meio para cá (desde que reassumiu o time. Foi horrível pelo resultado”, admitiu, sem deixar de lembrar que a partida foi atípica.
Felipão pediu desculpas “pelo resultado negativo, porque nós não conseguimos chegar à final”, mas lembrou que a tristeza da torcida também é dele. “Se for pensar na minha vida como jogador e futebol, entendo que foi o pior dia da minha vida. Vou ser lembrado pela pior derrota do Brasil, mas era um risco que eu sabia que iria correr quando assumi a seleção.” Perguntado sobre seu futuro no comando do time, ele desconversou: “Não é assunto para conversar agora”

Reações:

0 comentários: