sexta-feira, 18 de julho de 2014

Governo começa levantamento de projetos para investimento em irrigação e criação de indústrias em áreas da Transposição

A transposição das águas do Rio São Francisco tem recursos hídricos que serão destinados à geração de riquezas. O diretor da AESA em João Pessoa, João Vicente, afirmou que os recursos serão destinados para projetos de irrigação que beneficiarão famílias que trabalham com agricultura e também para as indústrias instaladas na região.
Além das 83 cidades localizadas na bacia hidrográfica do nordeste, as cidades das bacias hidrográficas do Litoral Norte, Litoral Sul e Rio Paraíba serão beneficiadas. O comitê gestor será responsável pela utilização dos recursos. O valor destinado para o investimento não foi informado pelo diretor da AESA, mas a verba deve ter aporte do Governo Federal. Na obra Transposição e Integração estão empregadas mais de 11.200 pessoas. A Transposição promete garantir a segurança hídrica de 12 milhões de pessoas na Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte. A integração do Rio São Francisco faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal.
A obra do projeto contempla aquedutos, canais, túneis de transporte de água e estações de bombeamento vertical. Os trabalhos foram iniciados em 2007 e deveriam ter sido concluídos em 2010. Agora a previsão é de 100% das obras estejam concluídas em dezembro de 2015.
A obra da Transposição do Rio São Francisco enfrentou vários entraves. Houve dois reajustes na engenharia financeira que fez com que a obra passasse de R$ 5,1 bilhões para R$ 8,2 bilhões. A obra está com atrasos de mais de quatro anos na entrega, isso fez com que o semiárido nordestino assistisse à maior seca dos últimos 40 anos.

Reações:

0 comentários: