quinta-feira, 31 de julho de 2014

Plano safra libera R$ 155 milhões para agricultores familiares na Paraíba

O Banco do Nordeste informou que já aplicou mais de R$ 155 milhões junto aos agricultores familiares paraibanos, no âmbito do Plano Safra 2013/2014. O montante foi distribuído em mais de 40,8 mil operações de crédito. Em toda a sua área de atuação, o banco aplicou mais de R$ 2 bilhões, o que representa 116,53% da meta estipulada, que era de R$ 1,8 bilhão. Os recursos são referentes a mais de 475 mil operações realizadas.Segundo o superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar do Banco do Nordeste, Stélio Gama, o programa de microcrédito rural Agroamigo, cujas operações destinam-se aos agricultores familiares de mais baixa renda, respondeu por R$ 1,4 bilhão do total de aplicações.
“Mais de 45% das operações foram realizadas por mulheres e mais de 66% do valor total aplicado foi para a região semiárida”, complementou Stélio. Ele adianta que o Banco do Nordeste vem apresentando desempenho crescente nos últimos períodos, graças a um conjunto de estratégias implementadas para melhor atendimento dos agricultores familiares enquadrados nesses programas.
Para o novo Plano Safra Pronaf 2014/2015, a meta de aplicações do Banco do Nordeste é de R$ 2,3 bilhões. O Banco do Nordeste dispõe de crédito para custeio, com taxas de juros de 1% a 3% ao ano, e investimentos, com juros que vão de 1% a 2% ao ano, para agricultores familiares de todos os portes.
Os pronafianos do grupo B (possuem renda bruta anual de até R$ 20 mil), são atendidos pelo programa de microcrédito rural do Banco do Nordeste, Agroamigo, que oferece taxa de juros de 0,5% ao ano e desconto de até 40% para o pagamento realizado em dia.
O Agroamigo também atende agricultores(as) familiares de outros Grupos do Pronaf em operações de até R$ 15 mil, com crédito orientado e acompanhado.

Reações:

0 comentários: