quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Ricardo anuncia instalação de hospital de emergência e trauma no Sertão

O governador Ricardo Coutinho (PSB), candidato à reeleição pela coligação "A Força do Trabalho", anunciou, na tarde desta terça-feira (12), que vai instalar um hospital de emergência e trauma no Sertão em seu próximo mandato. De acordo com o socialista, com a nova unidade, os pacientes poli traumatizados terão atendimentos especializados na própria região e não precisarão mais serem transferidos para o Trauma de Campina Grande ou de João Pessoa.
Ricardo destacou ainda os avanços de sua gestão na área de saúde e citou, como exemplo, a construção de 10 novos hospitais, incluindo o de Mamanguape, que já está em funcionamento, e o de Santa Rita, que está em construção. “Até o final deste ano, chegaremos a marca de 980 novos leitos hospitalares públicos entregues, o que representa um aumento de 52% de tudo o que existia na Paraíba. Além disso, nosso governo implantou 83 novos leitos de UTI e distribuiu com os municípios 150 ambulâncias equipadas para fazer o transporte de pacientes”, ilustrou.
Segundo Ricardo, o desafio no próximo governo é organizar e regular a Rede Estadual de Saúde. “Na prática, se o cidadão morar em Uiraúna, precisa saber para onde vai. O Estado não pode fazer isso sozinho e sem os municípios, já que em 2010, o sistema foi todo municipalizado”, lembrou.
Questionado sobre os ataques do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) à gestão do PSB na área de Saúde, Ricardo rechaçou as críticas e disse ser inadmissível um governador passar quase sete anos no poder sem abrir um único leito hospitalar. “Eu não pensaria em governar nada para passar um vexame desses. Isso foi o responsável pela demanda reprimida que existe hoje na saúde da Paraíba”, sentenciou o socialista em referência à gestão do ex-governador, candidato ao governo da Paraíba pelo PSDB.
Ainda durante a entrevista, o candidato da "Força do Trabalho" classificou como um dos grandes avanços de seu governo na área de saúde, o fim da ‘fila da morte’ de bebês cardiopatas, que na gestão do PSDB foi destaque negativo na mídia nacional. “Graças a Deus, com o projeto ‘Círculo do Coração’ implantado pelo nosso governo no Hospital Arlinda Marques, conseguimos salvar vidas e tirar esse grave problema das manchetes de jornal”, destacou.
ASSESSORIA

Reações:

1 comentários:

Anônimo disse...

ele deveria capacitar os funcionarios principalmente os medicos do Trauma de Campina Grande em relação a humanização pois os mesmos são desumanos e o atendimento é totalmente ineficiente.