sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Bancários entram em greve na próxima terça-feira (30)

Seis dias após o término das negociações nacionais, os bancários da Paraíba decidiram na noite de ontem deflagrar greve por tempo indeterminado, a partir da próxima terça-feira (30).
As assembleias para discutir a proposta apresentada pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) foram realizadas em João Pessoa e Campina Grande pelos dois sindicatos que representam a categoria no Estado.
As estimativas dessas entidades apontam que 3,5 mil bancários deixarão de realizar suas atividades nas agências e postos avançados da Paraíba, mantendo apenas o abastecimento dos caixas eletrônicos e os serviços de autoatendimento.
Em negociação há várias semanas com os representantes dos bancos, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) não chegou a um acordo com a Febraban e recomendou a realização de assembleias regionais para decidir pela greve.
Dentre as reivindicações apresentadas pelo Comando Nacional dos Bancários, está o reajuste salarial de 12,5%, instituição do plano de cargos e salário para todos os bancários, reajuste dos auxílios-alimentação e creche, além de mais investimentos em segurança, fim das metas, dentre outros pontos de caráter social.
Em contrapartida aos pleitos da categoria, a Febraban ofereceu na última negociação um percentual entre 7% e 7,5% de reajuste, proposta considerada insuficiente durante as duas assembleias.
Durante a greve, para efetuar transferências ou pagamentos os usuários vão poder utilizar internet ou aplicativos para tablets e smartphones disponibilizados pelos bancos.
SB

Reações:

0 comentários: