sábado, 11 de outubro de 2014

Opinião: A Petrobrás e o esquema de Corrupção: “É dando que se recebe”.

Estamos novamente em meio a um turbilhão de escândalos públicos, o que tem sido uma situação constante, principalmente depois da administração petista, que teve seus momentos de glória, mas vive recentemente um momento de vergonha e desonra.
Como diz o adágio popular vivemos na “casa da mãe Joana”. Está tudo desorganizado nesse país. A questão da corrupção no Brasil é muito mais profunda, mesmo com tantos casos vindo à tona, acredito que isso é apenas uma pequena parte do que ainda tem para ser descoberto.
É nítido que a máquina pública está comprometida. Desde criança escutamos falar sobre a tal da corrupção, agora vemos, todo dia, ao vivo e a cores na TV. A imprensa e o aperfeiçoamento do Jornalismo Investigativo tem nos permitido conhecer os bastidores dessa política de apadrinhamento e corrupção ativa que vive o Brasil, que não mais dos Brasileiros.
Aqui funciona assim: Não importa os interesses da sociedade, desde que os interesses pessoais e partidários sejam atendidos. Com isso vem a partilha dos cargos públicos, comissionamentos e outras benesses. A distribuição do nosso dinheiro.
Vamos refrescar a memória de todos, com o mensalão, que teve início em 2005 (sete anos atrás!) e somente agora está tendo um desfecho. O mais novo episódio envolve a nossa maior riqueza pública: Petrobras que é a grande financiadora do poder e da corrupção do governo. A Petrobras deixou de ser uma empresa e passou a ser o principal aparelho de poder do Governo Federal. Todos estão mamando nos seios da petroleira.
O governo do PT também é o protagonista desse capítulo da novela Corrupção Brasileira. Utiliza a Petrobrás como instrumento de controle político e econômico oferecendo contratos milionários para empresas de políticos aliados (principalmente financiadores de campanhas).
Segundo as investigações, que seguem no Supremo Tribunal Federal, esta já é a empresa mais endividada do mundo e se não fosse já suficiente, a dívida da Petrobras é maior que o valor de mercado da empresa. A Petrobras tem uma dívida líquida de aproximadamente R$221 bilhões, sendo seu valor de mercado de R$165 bilhões.
Essa conta quem vai pagar sou eu e você, somos todos nós brasileiros de bem. A empresa só serve atualmente para cooptar aliados e obter favores em troca de contratos milionários. O PP recebeu da Petrobrás 34 milhões, o PMDB 34 milhões, o PT 34 milhões, cada fatia da suposta doação equivale a 1% de ação da Petrobrás. Petrobras serve hoje para repassar propina para funcionários públicos e políticos.
Esses eram os recursos destinados a financiar hospitais, escolas, saneamento básico, moradias, e outras necessidades primárias. A alternativa do governo para enganar a todos, é simplesmente doar as esmolas, com bolsas que de forma superficial suprem as necessidades de alimentação, educação e até moradia.
Usam programas como Minha Casa Minha Vida, em que financiam os projetos e os beneficiários pagam em 30 anos essa residência. Criam o Pronatec que qualifica, mas não criam mais vagas no mercado de trabalho, enfim. Somos o país do assistencialismo. O que não cabe para o tamanho e grandeza de nossa riqueza natural.
Ao longo dos anos fomos vencidos pelo assistencialismo. O PT usa a assistência social das Bolsas, para tapear o brasileiro. Uma tática antiga de repartir o pão nosso de cada dia, que tem enganado e ajudado a manter o partido no poder a tanto tempo. Ontem em rede nacional o deputado federal Andre Vargas (PT/PR), que mantém relações duvidosas com o doleiro Alberto Youssef, comandante das propinas revelou que a prática petista de fazer as coisas usa como regra a oração de São Francisco, “Pois é dando que se recebe”.
Por Sabrina Barbosa

Reações:

0 comentários: