segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Princesa Isabel e mais 13 cidades receberão arquitetos para fiscalizar prédios tombados.

A Paraíba tem quatro arquitetos vinculados ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado (Iphaep) para fiscalizar e acompanhar os processos referentes às areas tombadas como patrimônio estadual em 14 municípios paraibanos, segundo o diretor executivo do órgão, Aníbal de Moura Neto.
O Iphaep tem áreas tombadas por conta da importância da arquitetura histórica nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras, Sousa, Princesa Isabel, São João do Rio do Peixe, Pombal, Pilar, Mamanguape, Bananeiras, Areia, Alagoa Grande, Remígio e São João do Cariri.
Segundo Aníbal de Moura Neto, todas as áreas merecem atenção, mas as áreas tombadas mais abrangentes requerem um acompanhamento mais específico, a exemplo de João Pessoa e Campina Grande. Para ampliar o poder de fiscalização e monitoramento dos imóveis e áreas tombadas, o Iphaep está planejando a criação de quatro áreas no estado a partir das mesorregiões para a criação de regionais: Mata, Agreste, Borborema e Sertão.
Em Princesa Isabel, pelo menos 30 prédios serão fiscalizados. A lei não permite que imóveis tombados sejam transformados e por isso o IPHAEP estará fiscalizando as áreas apresentadas nas cidades paraibanas que já tem cadastro na entidade.
SB

Reações:

0 comentários: