quinta-feira, 9 de outubro de 2014

RACHA NO PMDB

Um grupo de deputados do PMDB decidiu se rebelar e não acompanhar a decisão do partido de, na Paraíba, aderir à candidatura do governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB).
Em nível de Congresso Nacional, o deputado federal Manoel Júnior (PMDB-foto) já anunciou em alto e bom som: até vota na presidente Dilma Rousseff (PT), mas não tem a menor condição de dar seu apoio a Ricardo Coutinho. “Estamos inteiramente engajados na reeleição de Dilma Rousseff que também significa sua reeleição, entretanto na Paraíba não há menor condição de apoiar quem se serviu do PMDB e depois de conquistar passou a perseguir nossos companheiros”, afirmou o deputado.
A decisão de Manoel Júnior foi comunicada nesta terça-feira, 7, diretamente ao presidente do PMDB nacional e candidato a vice-presidente da República, Michel Temer, em Brasília.
No âmbito da Assembleia Legislativa, o racha no PMDB já está consolidado. Os deputados Trocolli Júnior e Márcio Roberto, da bancada peemedebista na Casa, revelaram, nesta quarta-feira 8, segundo informa o site Mais PB, que irão votar no senador Cássio Cunha Lima (PSDB) para governador no segundo turno das eleições estaduais da Paraíba, mesmo com a Executiva da sigla formalizando apoio ao governador.
Trocolli Júnior disse que mantém a postura de críticas ferrenhas à atual administração estadual e não abrirá mão de votar no senador Cássio, que agora representa a oposição neste segundo turno. Já o deputado estadual Marcio Roberto disse que “tem ética, tradição na política e não ficará pulando de galo em galo”, por isso votará em Cássio. VITRINE DO CARIRI

Reações:

0 comentários: