terça-feira, 18 de novembro de 2014

Princesa Isabel comemora hoje 93 anos de Emancipação Política

A pequena cidade que se tornou território livre em 1930, hoje completa 93 anos de emancipação política. Nossa querida Princesa, continua sendo destaque quando se fala em história política da PB, destacando-se curiosamente como único município brasileiro a proclamar, em meio a uma revolta, sua própria república – a República de Princesa.
A história de Princesa é marcada por violentos conflitos de repercussão nacional, que impulsionaram o movimento armado de 1930, pelo audacioso e incessante desejo de tornar-se um “Território Livre”.
A cidade, que comemora hoje os 93 anos de aniversário de Emancipação Política, é considerada uma das principais fontes de contribuição histórica e cultural da Paraíba, revelando-se como uma das mais belas vistas do Sertão do Estado, pelas inúmeras belezas naturais que a compõe.
A sua beleza arquitetônica sobrevivente até hoje também chama atenção. O município teve origens no início do século XVIII, em um local conhecido como “Lagoa da Perdição”, onde Dona Natália do Espírito Santo, ao construir a primeira fazenda de criação de gado da região, tornou-se fundadora da cidade.
Mas, o fato é que a fundação só ocorreu mesmo em 1859, quando seguindo as normas tradicionais da colonização portuguesa, que sempre começava com a edificação de uma cruz, o Padre Francisco Tavares Arcoverde construiu a capelinha de Nossa Senhora do Bom Conselho, dando origem ao seu primeiro nome – Bom Conselho, e cuja Santa ainda permanece como padroeira. Em 1875, o arraial, também chamado de “Fazenda de Dona Natália”, foi elevado à categoria de Freguesia de Nossa Senhora do Bom Conselho.
Em 1883, tornou-se comarca, e finalmente em 1921, num intervalo de sessenta e dois anos desde sua fundação, Princesa atingiu o último degrau de sua ascensão administrativa, tornando-se cidade e se preparando politicamente para, em poucos anos, entrar para a história.
A Lei nº 540, de 18 de novembro de 1921, elevou a Vila de Princeza à categoria de cidade, em seguida, por Decreto-Lei nº 1164, de 15 de novembro de 1938, o Município e a Comarca passaram a denominar-se PRINCESA ISABEL.
Assim como entoa o hino, Princesa sempre foi e será terra de grande destino. Parabéns Princesa Isabel e Parabéns Princesenses.
SB

Reações:

0 comentários: