quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Ex-prefeito de João Pessoa Luciano Agra morre aos 62 anos

Morreu na noite desta quarta-feira (10) o ex-prefeito de João Pessoa, Luciano Agra. Ele estava internado desde o dia 3 de dezembro no Hospital Memorial São Francisco, para onde foi levado após sofrer um acidente vascular cerebral hemorrágico. A informação foi confirmada pelo diretor da unidade de saúde, o médico Ítalo Kumamoto. O ex-prefeito morreu às 22h15 em decorrência de complicações no seu quadro clínico.
Desde que deu entrada na unidade hospitalar, o quadro permaneceu grave e Agra precisou receber sangue constantemente. Na manhã desta quarta-feira, o ex-prefeito apresentou uma piora e, de acordo com o boletim médico divulgado pelo hospital, as funções renal e respiratória estavam comprometidas. Havia retenção de líquido no pulmão e devido ao problema renal, foi iniciado o processo de hemodiálise.
Nascido em Campina Grande em 25 de janeiro de 1952, José Luciano Agra de Oliveira tinha 62 anos de idade. Ele era formado em arquitetura pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e tinha um mestrado em engenharia urbana pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), de onde era professor.
Já tendo ocupado o cargo de secretário de Planejamento de João Pessoa, Agra começou sua carreira política em 2008 quando foi candidato a vice-prefeito da capital na chapa puro sangue do PSB, encabeçada por Ricardo Coutinho, que disputava a reeleição. Os dois foram eleitos em primeiro turno com 73,85% dos votos válidos.
Com a saída de Ricardo para disputar o governo do Estado, Agra assumiu a prefeitura de João Pessoa em 31 de março de 2010.
No começo de 2012, ano eleitoral, Agra surpreendeu a todos e divulgou uma carta anunciando que estava desistindo de disputar a reeleição. Na época ele disse que a decisão foi tomada para dar prioridade à gestão que estava em andamento. O PSB não perdeu tempo e anunciou, poucos dias depois, o nome de Estelizabel Bezerra, então secretária de Planejamento, com substituta de Agra na disputa.
Porém, em maio Luciano Agra enviou uma nova carta, desta vez à direção nacional do PSB, onde pedia para retomar a candidatura. O fato gerou uma crise interna na sigla e um racha entre o prefeito e seu mentor político, e amigo, o governador Ricardo Coutinho. Agra colocou seu nome nas prévias do PSB e acabou derrotado por Estelizabel, que foi a candidata de fato.
Argumentando que estava sendo excluído, Agra pediu desfiliação do PSB. Depois fechou uma aliança com o candidato Luciano Cartaxo (PT) e acabou sendo decisivo para a vitória do petista nas urnas. Em 2013 ele anunciou filiação ao Partido Ecológico Nacional (PEN) e assumiu a presidência da sigla na capital paraibana.
No pleito de 2014, Agra se candidatou a suplente de senador de Wilson Santiago (PTB), que integrava a chapa de Cássio Cunha Lima (PSDB). Eles não conseguiram a eleição e o ex-prefeito ainda viu o desafeto e ex-amigo Ricardo Coutinho ser reeleito governador do Estado.

Reações:

0 comentários: