terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Água Branca e Juru ganham Centro de Atenção Psicossocial

Os municípios de Juru e Água Branca ganharam, na sexta-feira (16), Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), do tipo I. As unidades serão administradas pelos próprios municípios, que contaram com a parceria do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), no planejamento da rede de atenção psicossocial; na organização e monitoramento, junto aos municípios, além de ofertar suporte técnico para implantação e habilitação dos novos serviços.
Segundo a gerente executiva de Atenção Psicossocial, Shirlene Queiroz, com estes novos Centros, o Governo do Estado cumpre a meta de regionalizar a política de saúde mental, garantindo assistência em todo território. “Dessa forma, evitamos que os usuários tenham que se deslocar para a capital, a procura de atendimento”, disse.
De acordo com Shirlene Queiroz, em 2011, a 11ª Região de Saúde (Princesa Isabel), tinha apenas um CAPS, tipo I, localizado em Princesa Isabel. Atualmente, conta com uma rede de serviços, composta por: um CAPS infanto-juvenil; três CAPS, tipo I; um CAPS álcool e drogas, que funciona 24 horas; uma unidade de acolhimento adulto e uma unidade de acolhimento infanto juvenil.
CAPS - De acordo com a Portaria Nº 3.088, do Ministério da Saúde, de 23 de dezembro de 2011, o CAPS atende pessoas com transtornos mentais graves e persistentes e também com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, de todas as faixas etárias.
Os CAPS figuram entre os mecanismos seguros que o Ministério da Saúde instituiu para a redução de leitos no país, por meio de serviços substitutivos aos hospitais psiquiátricos. Além deles, existe Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Residências Terapêuticas e centros de cooperativa e convivência.
É uma espécie de substituição às internações em hospitais psiquiátricos e tem como maior objetivo tratar a saúde mental de forma adequada, oferecendo atendimento à população, realizando o acompanhamento clínico, e promovendo o acesso ao trabalho e ao lazer, a fim de fortalecer os laços familiares e comunitários.
SB com Famup

Reações:

0 comentários: