terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Governador Ricardo Coutinho pode abandonar PSB e se filiar a novo partido

O governador Ricardo Coutinho, atualmente filiado ao PSB, poderá mudar de partido, se aceitar o convite do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, para se filiar ao PL, nova sigla partidária que uma que seria, em seguida, alvo de uma fusão com o PSD. A informação publicada na edição deste domingo (11), no jornal ‘Folha de S.Paulo’, dá conta de que “em conversas reservadas, Kassab e até dirigentes de legendas que estão alarmadas com a mobilização mencionam a migração de pelo menos dois governadores ao novo PL: José Melo (Pros), do Amazonas, e Ricardo Coutinho (PSB), da Paraíba”. A operação teria colocado em alerta partidos de oposição e aliados da base governista.
Se conseguir concretizar a fundação do PL com o sucesso que projeta nos bastidores, Kassab passará a comandar a segunda maior bancada do Congresso, desbancando o PMDB, que elegeu 66 federais. O PSD tem hoje 37 deputados.
A desconfiança de que o projeto tem o aval do Planalto e da presidente Dilma Rousseff (PT) irritou peemedebistas, que veem nisso uma tentativa de diminuir a importância do partido nas votações do Congresso. A oposição, que já sofreu baixas quando Kassab saiu do DEM para criar o seu PSD há três anos e, em consequência, aderir ao governo, agora tenta evitar novas defecções. PSB, DEM e PSDB estudam fazer uma consulta formal ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sobre a legitimidade da criação do partido com vistas a uma posterior fusão. A oposição espera, com isso, constranger os que pretendem deixar suas legendas.

Reações:

0 comentários: