sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Capacidade do Jatobá II é menos que 7%.

A capacidade total de armazenamento de água nos açudes paraibanos é de apenas 20,6%, mesmo com as chuvas registradas nos últimos dias. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (19) pelo diretor técnico da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), Porfírio Loureiro, e mostram preocupação com a situação geral dos açudes.
Segundo Porfírio Loureiro apenas o Açude Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, obteve uma recarga significativa. O ganho foi de 3,3 milhões de metros cúbicos, equivalente a 0,8%.
Sem receber carga alguma, o açude Jatobá II de Princesa Isabel continua com o volume bem abaixo do normal, apresentando índice de preocupação para as autoridades locais.
Atualmente seu volume é de apenas 412 mil e 08 metros cúbicos, o que equivale a 6,4% do seu volume total. Com esta atual averiguação, nota-se que a cada dia, esse volume diminui rapidamente.
“Isso significa que devemos redobrar a atenção e gerenciar ainda mais o nosso recurso.” Destacou Dominguinhos, que disse se sentir ainda mais preocupado por não poder agir com a máquina municipal, tendo em vista que o açude tem controle do Estado e do DNOCS, que é o departamento nacional responsável pelo açude Jatobá II.
“ Vamos adotar o processo de conscientização para que a comunidade continue fazendo uso da água de forma racional”, pontuou o Prefeito, afirmando que vai pedir à Comissão das Águas, que foi criada recentemente em Princesa, para que se comprometa em fazer parte dessa campanha de uso racional.
Para os especialistas, a partir das chuvas que devem chegar em maio é que a Aesa pode ter uma melhor analise da situação hídrica para o resto do ano na Paraíba.
SB

Reações:

0 comentários: