segunda-feira, 27 de abril de 2015

Nabor Wanderley cobra planejamento para abastecimento de água na Região de Teixeira

O deputado estadual, Nabor Wanderley (PMDB), manifestou preocupação com o abastecimento de água na região de Teixeira. O parlamentar destacou que visitou a região e observou os açudes dos municípios de Teixeira e Princesa Isabel, onde constatou a pouca quantidade de água nos mananciais.
“Estou trazendo uma preocupação que essa Casa já vem tratando com relação ao abastecimento de água de diversos municípios do estado da Paraíba. Essa semana estivemos em Teixeira, e em contato com o prefeito Nego de Guri, ele levantava a preocupação da falta de água naquela localidade. O açude do Riacho de Moça só tem água para no máximo 30 dias para o abastecimento de Teixeira, e aí vem a minha preocupação: como fazer para garantir pelo menos a água de beber para os moradores daquele município? E esse problema não é somente em Teixeira. Princesa Isabel com mais de 20 mil habitantes também passa pelo mesmo problema porque o açude Jatobá que abastece o município também está seco. E essa realidade é em diversas localidades da nossa Paraíba”, alertou.
Nabor cobrou dos Governos do Estado e Federal que antecipem as ações quanto ao abastecimento de água na Paraíba.
“Aqui a gente vem cobrar do Governo do Estado e também do Governo Federal que antecipem o planejamento e que se veja uma solução o mais rápido possível para que nesses 30 dias em que temos um restinho de água se possa já ter um planejamento de trabalho para evitar um colapso de água nesses municípios que não tem mais água. É melhor cuidarmos um pouco antes do que irmos remediar e não termos mais solução. Então, viemos aqui pedir para que a CAGEPA, o próprio Governo Federal através dos programas de carros-pipas encontrem uma solução para que a população desses municípios não venha a passar por dificuldades e tenha no mínimo a garantia e o direito de água de beber”, cobrou.
De acordo com dados da AESA, o açude Jatobá II localizado em Princesa Isabel está com 160.290, ou seja, 2,5% da capacidade máxima (6.487.200).
Já em Teixeira, o açude Riacho das Moças que possui capacidade de 6.413.411 m³, possui hoje 46.512 m³, o equivalente a 0,7% da capacidade máxima.
ASSESSORIA

Reações:

0 comentários: