terça-feira, 30 de junho de 2015

Barragens subterrâneas prometem ajudar paraibanos no convívio com a seca

Pelo menos para 2,3 mil comunidades das quase 200 cidades paraibanas em estado de emergência na Paraíba, o sonho de poder conviver com a seca e permanecer no campo produzindo pode se tornar uma realidade. Uma ideia simples e que precisa apenas do apoio técnico e de investimentos parceiros dos governos do Estado e dos Municípios será implementada, conforme o secretário de Agricultura Familiar da Paraíba, Lenildo Morais, para ajudar os agricultores que enfrentam o desafio de sobreviver às secas cíclicas e à escassez de água até para o consumo humano e animal.
Lenildo Morais informou que o edital de licitação do programa de construção das barragens será lançado até a próxima quarta-feira (1º). Ele disse, ainda, que para participar, os municípios precisam estar entre os critérios do programa. Entre esses critérios, segundo Lenildo, estão ser uma das 197 cidades que por decreto governamental estão em situação de emergência. Lenildo informou ainda que as solicitações dos agricultores a serem beneficiados têm que ter a aprovação dos Conselhos Municipais de Desenvolvimento Rural Sustentável.
As barragens subterrâneas são estruturas simples feitas para barrar e armazenar a água das chuvas e dos riachos no interior do próprio solo. Cerca de 2 mil serão construídas com as máquinas e implementos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), segundo o secretário Lenildo Morais, e outras 300 serão implementadas em parceria com o Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase).

Reações:

0 comentários: