terça-feira, 27 de outubro de 2015

Bancos privados, BB e Caixa voltam a funcionar nesta terça-feira e greve continua no BNB

A noite desta segunda-feira (26), cerca de 200 bancários aprovaram a proposta dos bancos e os acordos específicos do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, bem como deliberaram pela volta ao trabalho nesta terça-feira, após 21 dias de paralisação. Os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) rejeitaram a proposta específica e decidiram manter a greve por tempo indeterminado.
A proposta dos bancos eleva para 10% o índice de reajuste sobre o salário e em 14% os vales alimentação e refeição. Reajusta também em 10% o piso salarial e 10% sobre o valor fixo da regra básica e sobre o teto da parcela adicional da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), sendo que a parcela adicional será de 2,2% o lucro líquido a ser distribuído linearmente.
O presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcos Henriques, agradeceu à categoria a coesão, a mobilização e a força na resistência à tentativa dos banqueiros de empurrar goela abaixo um índice abaixo da inflação, além de tentarem ressuscitar o famigerado abono salarial.
Quanto aos funcionários do Banco do Nordeste do Brasil, as discussões foram mais intensas, uma vez que o tratamento a eles dispensado foi diferente dos demais bancos oficiais e não atendeu às suas expectativas.

Reações:

0 comentários: