quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Dilma ofereceu o Ministério da Ciência e Tecnologia ao PSB para atrair o partido

Durante o encontro ontem (30), no Palácio do Planalto, com os governadores do PSB a presidente Dilma Rousseff (PT) recebeu Ricardo Coutinho, da Paraíba, Paulo Câmara, de Pernambuco, e Rodrigo Rollemberg, do Distrito Federal. Na pauta, da parte da presidente, um pedido de ajuda para que ela possa enfrentar a "pauta bomba" do Congresso, bem como a ameaça de impeachment. Ela também quis intermediar junto ao governadores o desejo de ter um indicado do PSB no comendo do Ministério da Ciência e Tecnologia.
Dos governadores, veio a cobrança para que o governo federal dê o sinal verde para que os governos possam contrair empréstimos com instituições financeiras internacionais.
No caso da Paraíba, o Estado tenta autorização para contrair US$ 250 milhões com a Corporação Andina de Fomento (CAF), US$ 50 milhões com o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), US$ 125 milhões com o Banco Mundial e US$ 125 milhões com o Banco Europeu.
Em reais isso representa mais ou menos, R$ 2,1 bilhões para serem usados em pavimentação de vias e obras hídricas. Ricardo também solicitou que o montante repassado mensalmente para a conclusão das obras hídricas seja elevado dos atuais R$ 5 milhões para R$ 35 milhões.
Na reunião Dilma fez a oferta para que o PSB fique com o Ministério da Ciência e Tecnologia, a direção nacional se mantém irredutível.

Reações:

0 comentários: