segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Prefeito Dominguinhos reúne equipe para discutir sobre a crise e ataques da oposição.

A oposição tem sido dura no combate à gestão do Prefeito Dominguinhos (PSDB), como avalia companheiros de jornada administrativa da gestão atual. Nesse contra ponto, a equipe de base, líderes políticos e vereadores estiveram se reunindo para traçar estratégias de amortecer este ataque oposicionista sem fundamentos, traçado apenas com o intuito de agitar a sociedade princesense.
A reunião com o grupo do Prefeito, aconteceu na casa do líder do PSDB e ex prefeito Dr. Sidney, que avaliou os ataques do grupo de oposição e entendeu que este comportamento é prejudicial à população. O Prefeito foi orientado a pedir apoio policial e judicial em casos de badernas e desordem com carros de som em frente à órgãos públicos como escolas e prefeitura. Um recente episódio de boatos sobre prisão do Prefeito, e protestos de funcionários com salários atrasados gerou um mal estar na cidade. Segundo o Prefeito, o protesto que é legítimo, foi usado pela oposição como oportunidade de ofender o Prefeito e toda equipe de Governo." Não sou contra a realização de manifestações e protestos por parte de qualquer funcionário ou entidade, porém não posso permitir, que haja atratividade política em determinados acontecimentos principalmente em frente a ambientes de trabalho, como escolas e prédios da administração." Disse Dominguinhos.
Artigo 42 da Lei de Contravenções Penais, no capítulo referente à paz pública diz que perturbar alguém, o trabalho ou o sossego alheio, com gritaria ou algazarra, abusando de instrumentos sonoros, não pode (o dia todo e não somente após 22h, como muitos pensam) com pena de detenção de 15 dias a três meses ou multa. Mas não é só isso. A necessidade de se combater a poluição sonora permite que seja aplicado também o artigo 54 da Lei de Crimes Ambientais, que criminaliza o ato de “causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana”. Neste caso a pena é de reclusão de um a quatro anos mais multa. Se for culposo, de seis meses a um ano. Carros de som, ligados e parados em qualquer ponto da via pública também não é permitido na lei.
"É uma oposição raivosa, ofensiva e oportunista. Tenho pesquisas que acompanham o desempenho dos vereadores e a população repudia este tipo de comportamento do legislativo”. Frisou o Prefeito.
Durante a reunião, vereadores e secretários também receberam orientações sobre a crise financeira que vem comprometendo a receita do município. A determinação é o enxugamento da folha e direcionar atenção especial à questão hídrica, já que o município está sendo abastecido por carros pipas mantidos pela Prefeitura que tem gasto mensal de mais de 60 mil reais.
SB

Reações:

0 comentários: