sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Secretaria de Saúde lamenta postura equivocada de enfermeiros e dentistas e diz que não há motivos para paralisação.

A Secretária de Saúde de Princesa Isabel, Vitória Augusta foi surpreendida ontem com a notícia de que a categoria de enfermagem e dentistas do município, estariam se organizando sob orientação do Sindicato para paralisar as atividades na próxima quarta-feira. Sem entender os motivos, já que manteve diálogo com a categoria sobre possíveis modificações emergentes, Vitória lamenta o sensacionalismo que foi criado por parte do Sindicato dos Servidores Municipais, quando orienta aos Dentistas e Enfermeiros a fazerem greve.
Foi realizado na última terça-feira (27) uma reunião com a categoria, onde o promotor ficou ciente da situação, e foi esclarecida a necessidade de cortar gastos e que seria tirada a gratificação pela metade nos próximos dois meses. "Ou seja, a gratificação de dentistas e enfermeiros é mil reais, implantado já na minha gestão. Como houve diminuição nos repasses, e isto foi mostrado a promotoria e aos dentistas e enfermeiros, ficou decidido em reunião com ambos que pagaríamos R$ 500,00 de gratificação em novembro e R$ 500,00 em dezembro, para com essa economia garantir o 13° da própria categoria". Esclareceu Vitória.
Prezando a qualidade dos serviços e para não atrasar salários de nenhum funcionário da pasta, como acontece em outros municípios, Vitória explicou que é preciso encontrar um equilíbrio de contas nas gratificações, para que a folha de dezembro e o 13º sejam pagos normalmente.
A pasta da saúde está em dias em todos os setores, desde fornecedores até funcionários. Mas Vitória lamenta que os enfermeiros e dentistas estejam sendo orientados com base em posição sensacionalista do Sindicato.
"Não há salários atrasados, não há corte total de gratificações, não há perseguição, inclusive qualquer gestor hoje está cortando gastos por conta da crise. Como exemplo Manaíra, Água Branca e Juru cortaram todas as gratificações e Princesa só será a metade e por dois meses." Indagou. Vitória falou que tem um diálogo aberto com todos e inclusive por ser enfermeira, desde quando assumiu a pasta, vem aplicando melhorias para a categoria, coisa que não acontecia na gestão passada.
"Hoje os dentistas e enfermeiros tem a sexta-feira de folga, trabalhando 30 horas, e com salários em dias. Também consegui garantir a insalubridade da categoria." Afirmou Vitória Maximiano.
Trabalhando sempre com planejamento financeiro, Vitória lamenta que a política partidária possa atrapalhar o andamento dos serviços, uma vez que está aberta a diálogo e sempre transparente para mostrar a situação financeira da Saúde, que mesmo com repasses diminuídos, consegue manter excelentes serviços de saúde funcionando.
SB/ASCOM PMPI

Reações:

1 comentários:

Diogo disse...

Não existe gratificação de mil reais. O que consta no contra-cheque é o incentivo do PAB (piso da atenção básica), no valor de r$ 850,00. Recurso este repassado fundo a fundo, que é dividido em parte fixa e variável, esta ultima é utilizada para, também, custear salários. Denominada variável porque o repasse de recursos do Fundo Nacional de Saúde depende da implantação de cada programa pelo município. O município pode implantar um ou todos os programas. Fico admirado em saber que pode ser cortado um dinheiro oriundo de recurso do fundo nacional de saúde para um programa já implantado. É uma pena. Há uma distorção de palavras da secretária de saúde em relação a matéria. Respeito e valorização profissional é o que se quer para os dentistas e enfermeiros da Atenção Básica.