quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Semana do terror para servidores: governador promove demissões em massa em todo Estado

Por Helder Moura.
O que têm em comum as denúncias do deputado João Henrique, o plantão do deputado Doda de Tião na Secretaria de Administração nas últimas horas, uma rebelião de aliados na região de Cajazeiras, queixas públicas de governistas em Sousa e mais queixas no Curimataú? Demissões. Demissões que massa que o governador Ricardo Coutinho vem promovendo em todas as regiões do Estado. A semana do Halloween passou, mas o terror ficou para essas pessoas.
No Cariri, especialmente em Monteiro, contam-se, por baixo, mais de 150 demissões. Em Sousa, mais de 80 codificados perderam seus empregos no Estado. Na região de Queimadas, cerca de 40 servidores temporários ficaram desempregados. Em todo Estado o cenário é de desolação para centenas de servidores que foram afastados este mês, sob alegação de crise financeira.
O detalhe é que esses servidores, que formaram uma espécie de exército, segundo denúncia da oposição à época, foram nomeados no período eleitoral de 2014, e é possível deduzir a imensa decepção deles com o governador Ricardo Coutinho, em quem certamente votaram nas eleições do ano passado, certos de que teriam um emprego com longevidade, no mínimo, do tamanho do seu segundo mandato.
Nos últimos dias, tem sido intensa a fila de aliados, especialmente deputados e prefeitos, nos corredores da Secretaria de Administração, tentando reverter a degola. O Governo tem feito circular a informação de que as demissões, especialmente na área de Saúde, seriam motivadas pelo corte de transferências federais, especialmente na média e alta complexidade. Fala-se num corte de 17% da folha de pessoal entre outubro e novembro.

Reações:

0 comentários: