terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Demora em reforma de prédio do Fórum de Justiça gera reclamação dos servidores da Comarca de Princesa Isabel

Uma total falta de estrutura têm sobrecarregado os servidores da comarca de Princesa Isabel. Os servidores denunciam o caos na Comarca de Princesa Isabel após uma reforma mal executada e sem planejamento adequado. Segundo relato dos servidores, o recesso forense acabou desde o dia 07 de janeiro de 2016 para todas as Comarcas da Paraíba, exceto para a de Princesa Isabel, pelos seguintes motivos: começou uma reforma no fórum no começo desse ano e a empresa contratada da cidade de Sousa-PB, quando da troca do telhado do fórum, deixou descoberto o mesmo e infiltrou muita água das chuvas na laje e na parte elétrica, inclusive molhando todas as salas do fórum, além de alguns processos e aparelhos eletrônicos.
O retrato do descaso foi reconhecido pela Juíza Dra. Andreia, que está respondendo pela diretoria do Fórum já que Dr. Michel está de férias. Dra Andréia não tem medido esforços para que comecem os trabalhos na Comarca, evitando mais atrasos. Porém, o TJ-PB não demonstra agilidade e continua emitindo publicação de suspensão dos trabalhos até que um laudo técnico seja feito no prédio.
A Comarca de Princesa está totalmente parada.Os servidores de Princesa Isabel estão querendo trabalhar mas o TJ-PB não garante as condições de infraestrutura, estando totalmente insalubre o fórum da cidade, como explicou o Analista Judiciário Fernando Fernandes.
"Da última vez que fomos começar os trabalhos ( quinta feira passada) quando a parte elétrica foi novamente ligada uma lâmpada da 2a. Vara começou a sair fumaça quase dando curto circuito com risco de incêndio. Hoje novamente fomos tentar começar os trabalhos e não tinha energia elétrica no fórum." Descreveu Fernando.
Fernando que falou em nome dos demais servidores, lamentou a situação e disse que a população é quem mais se prejudica, pois muitos estão precisando dos serviços e ao se deslocar ao Fórum recebem a notícia de que o expediente continua suspenso.
"Agradecemos o apoio e que a notícia esclareça a população, pois a culpa não é dos servidores, advogados, juiz, etc. mas da falta de planejamento do TJ-PB que colocaram uma empresa sem condições para realizar uma digna reforma no fórum." Frisou Fernando Fernandes, Analista Judiciário da Comarca de Princesa Isabel.
SB

Reações:

0 comentários: