terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Dobrou: 90 pacientes por dia são atendidos no Hospital Municipal de Princesa Isabel

A demanda do Hospital Municipal São Vicente de Paula em Princesa Isabel dobrou nos últimos três meses, causando superlotação e filas de pacientes que chegam à unidade em busca de auxílio médico. No ano passado o Hospital registrava uma média de 50 atendimentos por dia, esse número já chega a 90 pessoas hoje. A procura pelos atendimentos do Médico Dr. Sidney Oliveira tem feito com que corredores da Unidade fiquem lotados. Embora o ambiente seja organizado, a direção do hospital reconhece que precisa lidar com uma demanda maior do que a unidade pode conter, mas também esclarece que está buscando soluções alternativas para não deixar de atender à população.
Uma delas é a criação de uma ala temporária para hidratação e recuperação dos pacientes que chegam queixando-se de dores no corpo e na cabeça, náusea e diarreia. Esses têm sido os sintomas da grande maioria das pessoas que procuram o Hospital Municipal, podendo indicar tanto a infecção por dengue ou zika, como também da mais recente virose da mosca. Segundo o Médico Dr. Sidney os sinais da doença são diarreia, náuseas, vômitos, dores abdominais, febre baixa e dores pelo corpo. A transmissão pode acontecer após uma pessoa ingerir alimentos ou líquidos infectados com resíduos deixados por moscas. Os agentes transmissores podem ser vírus ou bactérias.
Os surtos epidêmicos, tanto de dengue e zika quanto da virose da mosca, inclusive, são apontados pela direção do hospital como responsáveis pela procura maior por atendimento. De acordo com a diretora Débora Medeiros o mais provável é que o número de pacientes diminua com a redução dos casos de virose.
Débora informou ainda que “algumas pessoas chegam a ser atendidas no corredor por conta dos leitos já lotados, mas a acomodação é logo providenciada de acordo com a gravidade das situações. Nenhum paciente vai para casa sem atendimento.” Explicou Débora.
SB/ASCOM PMPI

Reações:

0 comentários: