terça-feira, 24 de maio de 2016

Chica Motta dá sinais de que não disputará reeleição: “Patos acatará minha decisão”

O PMDB de Patos irá definir no dia 20 de junho quem será seu candidato na cidade, apesar de a prefeita Francisca Motta (PMDB) ter o direito de disputar as eleições. Nos bastidores, cogita-se que o deputado estadual Nabor Wanderley (PMDB) será o escolhido para substituir a atual gestora na disputa.
Em entrevista à imprensa local, Francisca Motta disse que estaria preparada para disputar a reeleição, mas ponderou que no momento certo, a população de Patos irá conhecer sua decisão.
“Eu estou preparada, mas isso é uma coisa muito pessoal, e na hora oportuna, Patos irá aceitar e acatar minha decisão”, disse dando pistas que irá declinar da disputa pela reeleição.
Nabor Wanderley a já havia dito que caso a gestora “não queira ou não possa concorrer” ao pleito este ano, seu nome estará à disposição do partido.
“Caso a prefeita não queira ou não possa ser candidata, aí o partido vai discutir os nomes e se o nome escolhido for o nosso, nós não hesitaremos em mais uma vez administrar o município de Patos”, falou.
Recentemente, o peemedebista ingressou com um pedido de habeas corpus preventivo, no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), por conta de uma ação penal movida pelo Ministério Público que tramita no Tribunal Regional Federal da 5ª Região, referente a um convênio para a construção de poços nos anos de 2004 e 2005.
O parlamentar pediu a exclusão de seu nome do processo ao alegar que as ilegalidades apontadas pelo Ministério Público eram ainda da gestão do ex-prefeito Dinaldo Wanderley (PSDB). O ministro Félix Fischer negou o pedido. Caso seu nome seja confirmado como candidato, Nabor deverá enfrentar o também deputado estadual Dinaldinho Wanderley (PSDB).

Reações:

0 comentários: