terça-feira, 17 de maio de 2016

Do Blog de Júnior Campos: Segundo Cássio, Coutinho veio tirar “proveito” e “carona”, ao visitar obras da adutora

No Programa Agora é Hora, pela rádio Princesa Isabel, do último sábado (14), que divido a bancada com o radialista Alberto Ribeiro, via telefone, em uma participação ao vivo, direto de Brasília, o senador Cássio Cunha Lima do PSDB, além de falar em primeira mão, como se deu a sessão no senado federal, que votou pelo andamento da admissibilidade do processo que pediu o afastamento da presidente Dilma do PT, por 180 dias, não economizou saliva ao comentar a presença do Governador Ricardo Coutinho do PSB, no canteiro de obras do ramal da Adutora do Pajeú – Eixo Princesa Isabel –PB.
Ao comentar a presença Coutinho na região, Cássio ofuscou a agenda do Chefe de Estado, classificando que a movimentação de seu adversário político foi simplesmente pra tirar “carona” e “proveito”.
“...tirar proveito da obra e ficar de bem. A Adutora do Pajeú é uma obra do Governo Federal, que vem de Pernambuco. É uma luta da bancada federal, a estrada de Princesa Isabel até Matureia, eu deixei tudo pronto e ele nunca teve a grandeza...eu não estou tirando o mérito de quem executou não! Mas, ele nunca teve a grandeza de reconhecer, e dizer que já pegou pronto, e que estava tudo pronto, basta vê a época que a obra foi feita, que foi logo no início do primeiro mandato dele [...], é a cara dele tirar carona, tirar proveito das obras dos outros e das ações que os outros deixaram prontas; encontro a situação em andamento e tira proveito”, disparou o senador.
Já quanto à declaração de Ricardo Coutinho, a Júnior Campos, que “está pronto pra vencer as eleições em Princesa”, Cássio rebateu:
“Vamos deixar o povo de Princesa decidir, vamos deixar o povo de Princesa com sua sabedoria, com seu discernimento, sua consciência política fazer a escolha. Não vai ser Cássio e nem Ricardo Coutinho que vai decidir a eleição em Princesa Isabel. Quem decide as eleições em Princesa Isabel é o povo, de forma digna, de forma independente, sem prepotência, sem arrogância, sem intimidação, que se tenta fazer, em uma cidade de é brava, que autônoma, que é independente, que destemida e corajosa”, disse o senador passando o recibo para Coutinho.
Júnior Campos

Reações:

0 comentários: