quarta-feira, 25 de maio de 2016

João Henrique pede agilidade nas Obras do São Francisco em reunião com ministro em Brasília

O deputado estadual e vice-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), João Henrique (DEM), participou nesta terça-feira (24), de uma reunião técnica com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, para tratar da principal emergência dos paraibanos: a água.
O parlamentar foi convidado a participar da reunião como representante da Assembleia Legislativa e também por ser membro efetivo da Frente Parlamentar da Água, instalada desde o ano passado na Casa de Epitácio Pessoa.
De acordo com João Henrique, a união da bancada federal e estadual da Paraíba é um esforço concentrado para que a transposição seja concluída até o dia 31 de dezembro de 2016, para tanto, os parlamentares solicitaram ao Governo Federal um aumento da destinação de recursos para o andamento das obras. A reunião, que durou cerca de três horas, contou com a participação do senador Cássio Cunha Lima, deputado federal Pedro Cunha Lima, além do deputado estadual Dinaldinho Wanderley. Representantes de empresas contratadas para realização das Obras do São Francisco e técnicos do Ministério da Integração também estiveram presentes para esclarecer dúvidas dos parlamentares.
O Ministro Helder Barbalho demonstrou solidariedade a ideia de antecipação da conclusão das obras da transposição. “O Ministro Helder Barbalho foi muito solicito aos nossos pleitos e garantiu que as águas do São Francisco chegarão ao nosso Sertão e Cariri até dezembro deste ano. Porém, demonstramos grande preocupação com a cidade de Campina Grande e região, que só tem garantia de água nas torneiras até o mês de novembro. Além disso, cerca de um milhão de paraibanos da localidade estão em situação de risco devido ao colapso no abastecimento. O açude Boqueirão já registra um acúmulo de água abaixo dos 10% de sua capacidade e isso nos preocupa como pessoa e como deputado que foi votado por quatro mil pessoas da região”, pontuou João Henrique.
Ainda de acordo com o parlamentar, a região do Cariri tem água garantida por mais dois anos, mas, com a garantia do Ministério da Integração que o povo local receberá as águas do São Francisco até dezembro, a população caririzeiras ficará fora do risco de colapso no abastecimento.
O ministro disse ainda que seis mil homens foram escalados para construir os dois canais que levarão água do rio para as áreas mais carentes do agreste e dos sertões do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte
Assessoria

Reações:

0 comentários: