sexta-feira, 13 de maio de 2016

Peemedebistas acionam Polícia Federal com medo de retaliações no aeroporto em volta dos parlamentares à Paraíba

O tesoureiro do diretório estadual do PMDB na Paraíba, Antônio Sousa, afirmou que já acionou a Polícia Federal para estar presente no aeroporto Castro Pinto na madrugada de hoje e amanhã, quando os parlamentares paraibanos regressam de Brasília. Ele teme pela segurança do senador José Maranhão (PMDB), após militantes do PT e de movimentos sociais realizarem protestos em frente à sede do diretório estadual da Capital na tarde desta quinta-feira.
Após o resultado da votação no Senado, que aprovou o afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) e a ascensão do vice-presidente, Michel Temer (PMDB), ao cargo de presidente interino, militantes se aglomeraram na frente do diretório do PMDB, localizado na Avenida Beira Rio, na Capital, para protestar contra o que eles chamam de ‘golpe contra a democracia’.
“Se não fosse a polícia chegar com a tropa lá na frente eles já teriam quebrado tudo. Eles tentaram invadir,depredaram, pintaram a frente, o meio da rua. Eles tinham divulgado ontem nas redes sociais que fariam isso hoje, mas achamos que era só uma ameaça. Mas a polícia já estava antenada e chegou rápido. Esse era o jeito do PT governar e agora que saiu do poder pensa que fazendo isso Dilma vai voltar”, afirmou Antônio de Sousa.
Agora ele afirma que a preocupação é para que não ocorra com os senadores o mesmo que aconteceu no retorno dos deputados federais logo após a votação do processo de impeachment na Câmara dos Deputados, em abril. Naquela ocasião, os parlamentares foram hostilizados quando desembarcaram no Estado, recebidos com vaias e chamados de golpistas.

Reações:

0 comentários: