segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Começa a valer aumento de 5,13% na conta de luz de 1,3 milhão de paraibanos

A conta de energia fica mais cara a partir deste domingo (28) para mais de 1,3 milhão de consumidores paraibanos atendidos pela Energisa Paraíba. O reajuste médio ao consumidor vai ser de 5,13% e foi autorizado nessa terça-feira (23), pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Segundo a Aneel, para conceder o reajuste, foi levada em consideração a variação de custos associados à prestação do serviço. O cálculo leva em conta a aquisição e a transmissão de energia elétrica, bem como os encargos setoriais.
Com isso, o reajuste ficou em 5,17% para consumidores de baixa tensão e 5,04% para as indústrias. Nessa sexta-feira (26), a Aneel informou que a bandeira tarifária vai permanecer verde em setembro, o que evita um reajuste ainda maior para o bolso do consumidor, caso a bandeira passasse a ser amarela.
Entenda o sistema de bandeiras
As bandeiras funcionam como um semáforo de trânsito – com as cores verde, amarela e vermelha – para indicar as condições de geração de energia no país. Por exemplo, quando a conta de luz vier com a bandeira verde, significa que os custos para gerar energia naquele mês foram baixos, portanto, a tarifa de energia não terá acréscimo.
Se vier com a bandeira amarela, é sinal de atenção, pois os custos de geração estão aumentando. Nesse caso, a tarifa de energia terá acréscimo de R$ 1,50 para cada 100 kWh consumidos. Já a bandeira vermelha mostra que o custo da geração naquele mês está mais alto, com o maior acionamento de termelétricas, e haverá um adicional de R$ 3 a cada 100 kWh.
A cobrança pelo sistema de bandeiras tarifárias é dividida por subsistemas, o que quer dizer que os consumidores de estados do Sul podem pagar um valor diferente daqueles que moram mais ao Norte do país. No entanto, a bandeira aplicada mensalmente será a mesma para todas as distribuidoras de cada subsistema.

Reações:

0 comentários: