quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Zé Simão divulga DIREITO DE RESPOSTA a nota acusatória de Valdeny Antas veiculada no blog do José Duarte Lima

A qualquer cidadão é dado o direito constitucional de exercer o seu direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem; (...) Assim quando alguém é ofendido ou sua privacidade não é respeitada é assegurada pela CF o direito de se defender nos mesmos veículos que foi utilizado para o delito.
JOSÉ SIMÃO DE SOUSA, popularmente conhecido por simplesmente “Zé Simão”, vem nos preceitos termos do que dispõe o art. 5º, inciso V, da Constituição Federal vigente exercer o seu direito de RESPOSTA no BLOG DE JOSÉ DUARTE LIMA, o que faz nos seguintes termos;
O BLOG do José Duarte Lima, apesar de ter um certo conceito nas suas publicações, excedeu-se e agiu fora da lei, ao ponto de publicar uma matéria mentirosa e Difamatória produzida pelo Sr. Valdeny Antas Diniz, em que este acusa o Prefeito JOSÉ SIMÃO de ter fechado o MUSEU da cidade, sob o argumento de que assim o fez por perseguição política.
Ocorre que é por demais importante aos leitores desse BLOG, que a matéria produzida por VALDENY ANTAS, essa sim, tem o cunho político partidário e visa além de atender seus interesses e de seus aliados, DIFAMAR A HONRA e a reputação de uma pessoa, pois que não se pode atribuir a responsabilidade de fechar o MUSEU a pessoa de ZÉ SIMÃO, porque o prédio onde ainda funciona o MUSEU nem sequer é de sua propriedade. Assim, como pode relação contratual do imóvel locado entre o dono do MUSEU VALDENY ANTAS e José Simão, daí porque, já se conclui a primeira mentira plantada por VALDENY ANTAS, visto que o proprietário onde funciona o MUSEU é do Sr. Klércio Tavares Alves, popularmente conhecido por “KEKA DE MANOEL NOVO”.
Aliás, ao contrário do que alega o Sr. VALDENY ANTAS, o Prefeito ZÉ SIMÃO foi um dos incentivadores da criação e instalação do MUSEU, que não só deu apoio moral, como na condição de Prefeito até firmou um Convênio com a FUNDAÇÃO ANTÔNIO ANTAS de propriedade de Valdeny Antas, que objetivava promover apoio financeiro de repasses de recursos da Prefeitura para a Fundação, o qual só não foi renovado pelo fato de que o Ser. Valdeny Antas, nunca prestou contas do dinheiro público por ele recebido da Prefeitura de Manaíra, fato que motivou o Prefeito Zé Simão a suspender o Convênio como os repasses de recursos públicos para a Fundação, tanto é verdade que o TRIBUNAL DE CONTAS DA PARAÍBA ao analisar a Prestação de Contas da Prefeitura do exercício financeiro de 2012 e 2013, glosou como irregular o recebimento e a não prestação de contas dos recursos públicos recebidos pelo Sr. Valdeny Antas da Prefeitura de Manaíra.
Por ai se vê que um homem que se diz o paladino da verdade serve-se de um meio de comunicação (mídia Social) BLOG, para plantar notícias inverídicas com o único interesse de Macular a Imagem Pública e Privada de Zé Simão. Porém, para melhores esclarecimentos do público não só de Manaíra, mas também outros que acessam o Blog, mesmo o proprietário do prédio tendo pedido de volta o prédio, isso não é justificativa para o Sr. Valdeny Antas usar como argumento o motivo do fechamento do MUSEU, pois seus familiares possuem um prédio na mesma praça até com dimensões físicas maiores que pode perfeitamente alocar o MUSEU sem nenhum risco de no futuro o proprietário pedir o prédio, já que se trata de familiares bem próximos, e que ambas as partes tem interesse na manutenção do MUSEU.
Finalizando, o Prefeito Zé Simão além de usar do seu direito de resposta proporcional ao agravo, também irá acionar a Justiça não só para retirar essas matérias difamatórias e injuriosas, além de propor indenização dano material, moral ou à imagem.
Daí porque, requeiro do Sr. JOSÉ DUARTE LIMA, dono do BLOG a publicação do meu pedido de resposta, usando para tanto o mesmo tamanho da página a que se deu a publicação da matéria difamatória produzida pelo Sr. Valdeny Antas, sem a devida observância da veracidade dos fatos e o agravo moral e a minha honra, por ser Direito e de Justiça.
Assessoria

Reações:

0 comentários: