segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Idosos são vítimas de abuso financeiro na PB; denúncias ao Disque 100 representam 38,9%

Dentre os diversos tipos de violência previstos em lei pelo Estatuto do Idoso, a violência patrimonial, ou abuso financeiro, alcançou, até junho do ano passado, 38,9% do número de denúncias realizadas através do Disque 100 do Ministério da Justiça e Cidadania. Essa categoria ficou atrás apenas dos índices de negligência (77,66%) e de violência psicológica (51,7%), porém foi mais recorrente que a violência física e maus-tratos (26,46%). Segundo a delegada do Idoso, Vera Lúcia Soares, na Paraíba, 90% dos casos registrados são referentes à violência patrimonial.
Segundo a Cartilha do Idoso, divulgada pelo Conselho Nacional dos Direitos do Idoso (CNDI) do Governo Federal, a violência patrimonial é a exploração indevida da renda e apropriação do patrimônio do idoso. Alguns exemplos deste tipo de violência são: obrigar o idoso a contrair empréstimos contra a sua vontade, utilizar a renda do idoso para fins diversos do autorizado por ele, não permitir que o idoso decida sobre a destinação de sua renda e patrimônio, tomar posse dos bens do idoso ou deles dispor sem o seu consentimento.

Reações:

0 comentários: