quinta-feira, 30 de março de 2017

Preço do peixe para semana santa pode variar em até 130% na Paraíba

A Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado da Paraíba (Procon-PB) divulgou, nesta quarta-feira (29), uma nova pesquisa de preço, desta vez, de pescados, realizada nos dias 27 e 28 de março, em nove estabelecimentos comerciais que reforçam as vendas na Semana Santa. Neste período, segundo a tradição católica-cristã, é recomendado o consumo de peixes e frutos do mar.
Segundo os dados do Setor de Pesquisa e Estatística do Procon, foram selecionados 27 peixes e 15 frutos do mar com o objetivo de auxiliar os consumidores na compra dos produtos mais demandados. A maior variação encontrada foi do preço do quilo do peixe xaréu, que oscilou de R$10 até R$ 23, diferença de R$ 13, o que significa uma variação de até 130% no preço.
Já os peixes mais em conta estão a sardinha, que pode ser encontrada de R$12 até R$15, bem como o quilo do peixe agulha, que varia de R$15 a R$ 20. Já o cioba ou garopa apresentam o mesmo preço e variação de R$ 7, custando entre R$ 25 até R$ 32.
Entre os frutos do mar, o quilo de camarão de tamanho grande é ofertado de R$ 45 até R$ 60. Já o camarão de tamanho médio difere de R$ 35 até R$ 45 e o de tamanho menor de R$ 28 até R$ 35.
A carne do caranguejo varia 33,33%, encontrado de R$ 30 até R$ 40, com diferença de R$ 10. A ostra ou povo têm o mesmo custo encontrado nos valores de R$ 30 até R$ 40 o quilo. O quilo do marisco é o mais em conta podendo ser encontrado no valor de R$15 até R$20 com uma diferença de apenas R$5.
O Procon orienta os consumidores a observarem as condições de higiene de cada estabelecimento, bem como as condições do produto que será comprado, podendo assim evitar problemas posteriores.
O consumidor também deverá observar a firmeza da carne dos peixes e observar se as guelras estão avermelhadas, olhos brilhantes e sem descamação, uma vez que são sinais de um produto sadio, a fim de evitar complicações de saúde.//

Reações:

0 comentários: