sábado, 29 de abril de 2017

Granja Cascavel tem prejuízo de mais de R$ 1 milhão com morte de 56 mil galinhas por falta de energia

O empresário e proprietário da Granja Cascavel, Rinaldo Medeiros, calculou um prejuízo de aproximadamente R$ 1 milhão depois da falta de energia elétrica ter provocado a morte de mais de 56 mil galinhas, em Princesa Isabel, nesta sexta-feira (28). Dados atualizados nesta manhã de sábado somam em 56.240 aves mortas. Conforme descreveu o Engenheiro Eletricista Fagner de Araújo, na tarde de ontem por volta das 14:30h foi verificado um problema no fornecimento da energia na Granja e algumas máquinas começaram a falhar, com paradas constantes e iluminação oscilando. Na tentativa de que o problema se agravasse, de imediato a Energisa foi solicitada. " A empresa Granja Cascavel, contactou a Energisa de imediato e explicando o problema da iluminação e das constantes quedas na tensão geral da Fábrica. Só por volta das 18:30h a Energisa retornou informando que o problema era na chave de proteção base C , mas que a manutenção não poderia ser realizada naquele momento porque precisava ser realizada por uma equipe de linha viva, onde as manutenções são feitas com a rede energisada." Explicou, Fagner de Araújo, Engenheiro Eletricista da Cascavel.
A Granja Cascavel é uma empresa de grande destaque no País com potencial produtivo para exportação. A empresa ainda tentou mais uma vez com a Energisa explicar a importância da regularização do fornecimento da energia nos galpões por se tratar de um estabelecimento que possui 450 mil galinhas, sendo este volume a base de produção e que a manutenção da energia do local é o que garante a refrigeração e todo o controle da produção. Rinaldo Medeiros explicou que investiu em equipamentos modernos para uma melhor ambientação dos animais, projetando uma melhora na qualidade do produto final da granja. Com as novas máquinas a questão de ambientação, higienização, alimentação das galinhas, seleção e refrigeração geral são operacionalizados com mais controle e segurança. Rinaldo Medeiros lamentou o descaso da Energisa para com o grabe problema relatado pela empresa Cascavel. Com o fornecimento restabelecido apenas as 23h, o sistema de controle dos galpões foi danificado e houve uma perca contabilizada de mais de 35 mil aves, que não suportaram ao calor no local e outras questões.
Rinaldo lamentou o prejuízo que pode está orçado em quase um milhão de reais, com a morte das galinhas e atraso nas produções. O empresário Rinaldo disse ainda que com o prejuízo, a empresa pode chegar a demitir funcionários até que os equipamentos sejam concertados e a produção possa voltar a sua normalidade. "Nosso prejuízo é incalculável, tendo em vista o tamanho do potencial produtivo que diariamente mantemos em Princesa Isabel. Funcionários terão que ser demitidos até que a produção volte, o que deve levar em torno de seis meses para a normalidade." Lamentou Rinaldo que disse que procurará as medidas legais para denunciar o ocorrido.

Reações:

0 comentários: