quinta-feira, 18 de maio de 2017

Campus Princesa Isabel recebeu a Reitoria Itinerante nessa quarta

A rota de número dois do Programa Reitoria Itinerante prosseguiu nesta quarta-feira, dia 17 de maio, no Campus Princesa Isabel do IFPB. Na opinião do reitor Nicácio Lopes, a programação foi coroada com grande sucesso face à presença efetiva do público e a qualidade do diálogo entre os gestores, os estudantes e os servidores (técnicos e professores). Uma visita ao restaurante estudantil, nas primeiras horas da manhã, antecedeu a abertura dos trabalhos. O ambiente tem capacidade para servir 350 pessoas, simultaneamente, durante o período das refeições.
O restaurante, que foi uma reivindicação dos alunos na 1ª Reitoria Itinerante, já está sendo aparelhado e deve ser entregue à comunidade, em breve, conforme calendário de inaugurações da Reitoria. De imediato, os estudantes já podem usar o espaço do restaurante estudantil para realizarem suas refeições. Muitos alunos são oriundos de comunidades rurais e de cidades vizinhas, trazendo suas refeições para o Campus. “Nossa política voltada para essa área visa incluir socialmente o estudante que possui dificuldades socioeconômicas para condução de seus estudos e desta forma, oferecer condições associadas à qualidade de vida”, afirmou o reitor.
Outros pontos também dialogados com os estudantes em Princesa Isabel foram relacionados ao fardamento e ao pagamento de auxílios para comunidades quilombolas e indígenas. Mais incentivo para projetos de pesquisa e extensão e possibilidade de participação de estudantes em congressos científicos foram anunciados pelo reitor e equipe. Para o estudante José Carlos de Lima Alves, do curso Integrado em Edificações, o Programa Reitoria Itinerante tem um significado especial para a comunidade estudantil, pois a presença do reitor Nicácio e equipe dá a certeza de que as decisões tomadas serão cumpridas. A mesa dos trabalhos foi composta pelo reitor Nicácio Lopes, o atual diretor-geral do Campus Cássio Martins, o diretor eleito Joselito Eulâmpio, e os pró-reitores Manoel Macedo (PRAE) e Francilda Araújo (PRPIPG). O encontro com os professores e os técnico-administrativos aconteceu a partir das 14h. Um dos temas debatidos foi incentivo à interiorização e a descentralização de reuniões, capacitações e encontros para os campi no interior. Kleydon Eugênio Soares de Sousa, Auxiliar de Administração que participou da primeira reunião do Programa Reitoria Itinerante, achou o encontro democrático e proveitoso face às exposições claras e objetivas sobre cada ponto de pauta. Ele classificou como importantes as discussões desta quarta-feira em Princesa Isabel no tocante ao pleito de auxílio para os professores, semelhante ao que já ocorre com os técnico-administrativos.
A professora Lucila de Brito, da área de Meio Ambiente, afirmou que o Programa Reitoria Itinerante é sempre bem-vindo aos campi, pois se trata de uma nova cultura de diálogo entre os diversos segmentos com o intuito de encontrar solução para demandas difíceis, nesse debate salutar. Ela acrescentou: “Espero que esta nova rota traga novos benefícios para a comunidade acadêmica a exemplo da anterior”.
A pró-reitora de Pesquisa Inovação e Pós-Graduação, professora Fancilda Araújo, destacou em sua abordagem as perspectivas para pesquisadores e estudantes por meio de bolsas ofertadas pela Capes e CNPq através de editais, a exemplo do PIBIC – EM que é um Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio, bem como do PIBIC e PIBI-TI. O pró-reitor Macedo também ofereceu aos estudantes esclarecimentos sobre as políticas de assistência e a realização de eventos dentro e fora do campus. Para Macedo, evento com o perfil esportivo e social ajuda na formação complementar dos acadêmicos, preparando-os para o mundo do trabalho cada vez mais competitivo. Ele falou dos jogos internos e estimulou a participação dos atletas do Campus Princesa Isabel no próximo certame que deverá acontecer até setembro.

Reações:

0 comentários: