quinta-feira, 18 de maio de 2017

STF afasta Aécio do Senado e PF prende irmã do tucano

O Supremo Tribunal Federal (STF) afastou, nesta quinta-feira (18), o senador Aécio Neves (PSDB-MG) do cargo. Também foi autorizada buscas em endereços que tenha algum tipo de ligação com o parlamentar. A decisão foi do ministro relator da operação Lava-Jato, Edson Fachin. A irmã do senador, Andréa Neves, foi presa pela Polícia Federal na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O apartamento dela no Rio de Janeiro foi alvo de busca e apreensão, mas ela não estava no local. Um chaveiro foi chamado pela Polícia Federal para abrir o imóvel.
Já o procurador-geral Rodrigo Janot pediu a prisão de Aécio Neves, mas o pedido foi negado por Edson Fachin. Com isso, o caso deve ser analisado pelo Plenário do Senado. Também foi pedida a prisão do deputado Rocha Loures (PMDB-PR).
O tucano foi delatado por executivos da JBS em esquema de pagamento de propina e endereços seus no Rio de Janeiro e em Brasília são alvos de mandados de busca e apreensão. Um procurador da República foi preso e há mandados contra pessoas ligadas a Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, que também foi citado nas delações dos executivos da JBS, como Altair Alves Pinto, conhecido por ser braço direito do peemedebista, e o advogado Willer Tomaz. Ainda são alvos da operação da Polícia Federal os gabinetes do senador Zezé Perrela (PSDB-MG) e deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).//

Reações:

0 comentários: