terça-feira, 19 de setembro de 2017

Moradores de Princesa Isabel questionam seleção de bairros e ruas para distribuição da água

Após a polêmica envolvendo pontos de desvio com Bombas enormes , contribuindo para a redução da vazão no curso d’água do São Francisco para várias cidades da Paraíba, a questão do abastecimento de água em Princesa Isabel vem sendo debatida com mais intensidade pela população e autoridades locais. Qual a solução para que a oferta da água do são Francisco seja igualitária no município? Essa é a principal pergunta que os moradores fazem tendo em vista que a cidade já recepciona as águas do São Francisco que chega a estação de tratamento mas que não chega as residências em sua totalidade.
Estão escolhendo os bairros? Estão selecionando as ruas? Estão priorizando residências? Como acontece essa distribuição e quem é o responsável? Ninguém quer responder, porque na pequena cidade qualquer reivindicação popular soa como disputa política.
Sem respostas, a população sofre todos os dias, com a má distribuição em que setores tem água semanalmente, outros quinzenalmente. Porém, outros nunca sequer sabem que gosto tem á água do são Francisco.
Se tem erro na tubulação, se tem erro na distribuição, o povo não quer saber. O povo quer apenas o que ´-e de direito para todos, sem ter escolha partidária ou parental. A água não pode beneficiar uns e outros não. Não pode só servir para abastecimento animal. Tem que servir prioritariamente para abastecimento humano que sofre há anos com o desabastecimento total de água.

Reações:

0 comentários: