segunda-feira, 13 de novembro de 2017

O dia 15 e o sentimento do povo brasileiro

O orgulho pelos símbolos nacionais está cada dia mais em baixa no Brasil. Bem no meio desta semana, quarta-feira – 15 de novembro, vamos ter mais um feriado nacional. E tomara que nenhuma instituição pública, especialmente do Judiciário, não venha considerar as quinta e sextas-feiras subsequentes como “dias imprensados”, portanto justificados para “pontos facultativos”! Não! Já chega de tantas “férias” neste país que necessita de muito trabalho… efetivo trabalho!
Semana passada, bem na quinta-feira, houve um justificado feriado nacional, porquanto condicente com a religiosidade do povo brasileiro e efetivamente vivenciado, ou seja, foi e é um feriado que tem sentido. O que não teve sentido, sendo até estapafúrdio e afrontoso ao trabalhador comum, foi a decretação de ponto facultativo na sexta-feira, 3 de novembro, por parte de instituições oficiais das quais o povo espera só exemplos de racionalidade e trabalho face seus condicentes salários.
Mas, em relação ao 15 de novembro, data da Proclamação da República, há sentido para esta prevalência como feriado nacional? O povo brasileiro realmente comemora? O Congresso Nacional, seja pela Câmara dos Deputados ou pelo Senado ou conjuntamente, faz, nessa data, sessão comemorativa? Nas ruas ocorrem algumas manifestações populares em exaltação a esta forma de governo? A resposta é um evidente “não”, logo não há sentido para este feriado nacional.
O Brasil está de luto por vários motivos. Proclamar a república se ainda continuamos no império? Império dos políticos corruptos que continuam impedindo a liberdade do povo. Afinal, República não corresponde exatamente a Democracia. República contrapõe-se a Monarquia, embora existam Monarquias democráticas. Democracia contrapõe-se a Ditadura. Quanto a sermos República desde 1889 graças ao levante político-militar liderado pelo marechal Deodoro da Fonseca, a comemoração deveria mais se voltar para o incentivo ao sentimento cívico nacional, na tentativa de resgatar o orgulho de ser brasileiro de nossa gente.

Reações:

0 comentários: