quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Usuários de telefones pré-pagos terão que fazer recadastramento nas operadoras para não perder linha de celular na Paraíba


O recadastramento de linhas de celulares lançou nova fase que vai atingir 17 estados até o fim do mês, entre eles, a Paraíba. O objetivo do projeto é evitar fraudes, que são comuns durante a ativação de chips nessa modalidade.

Clientes pré-pagos de todas as operadoras do país precisam ficar atentos ao prazo para recadastramento desta segunda etapa, que termina no dia 27 de setembro. A partir de março de 2020, as operadoras passarão a usar um novo modelo anti-fraude de ativação de linhas pré-pagas.

O novo cadastro irá solicitar a confirmação de outros dados do cliente, além do tradicional CPF, que é o único documento exigido hoje.

Você terá que informar seu CPF ou CNPJ, além do nome completo ou razão social, CEP residencial ou da empresa, bem como o seu endereço formal.

As operadoras irão avisar os clientes com pendências cadastrais por mensagens SMS, notificações na tela do celular, ligações e gravações eletrônicas. Cada operadora irá oferecer um procedimento e um canal de atendimento diferente, com instruções para que o cliente entre em contato e atualize seu cadastro.

Claro: site ou atendimento 1052;
 TIM: site ou atendimento *144;
Vivo: site ou atendimento *8486;
 Oi: site ou atendimento *144;

Segundo a Anatel, as linhas com pendências cadastrais não regularizadas serão bloqueadas temporariamente por 30 dias, até que o cliente atualize seus dados. O prazo conta a partir do recebimento do SMS, da ligação ou alerta que a operadora enviará ao aparelho.

A Anatel divulgará em 2020 qual será o procedimento a ser adotado pelas operadoras com relação as linhas que ficarem desatualizadas e bloqueadas além do período de 30 dias.


Por Sabrina Barbosa

Reações:

0 comentários: