quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Em Princesa Isabel: faculdade deve pagar R$ 3 mil por incluir nome de aluna no Serasa


Uma universidade particular foi condenada a pagar R$ 3 mil de indenização a uma aluna que teve o nome incluído indevidamente no Serasa. De acordo com o processo que tramita na Comarca de Princesa Isabel, a estudante solicitou o trancamento de matrícula na Anhanguera Educacional Ltda  e continuou recebendo cobranças de mensalidades.
Ainda cabe recurso da decisão. Inicialmente, a Justiça decidiu que a instituição deveria pagar a quantia de R$ 7 mil por danos morais. A faculdade recorreu da sentença, alegando que não existem provas de que tenha ocorrido dano moral à aluna e que os boletos referentes ao período em que ela esteve matriculada foram emitidos corretamente.

A desembargadora Fátima Bezerra explicou que as cobranças foram inapropriadas porque a entidade, mesmo ciente do pedido de trancamento da matrícula, permitiu a emissão e remessa de boletos para pagamento de mensalidade, referente ao período que a aluna estava afastada das salas de aulas. "Por isso, evidencia-se que a emissão dos boletos foi inoportuna, assim também como a inscrição na Serasa", acrescentou.

Com G1PB

Reações:

0 comentários: