terça-feira, 22 de outubro de 2019

Gás de cozinha terá reajuste de até 5,3% a partir desta terça- feira


O GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) residencial, mais conhecido como gás de cozinha, ficará mais caro a partir desta 3ª feira (22.out.2019) nas refinarias da Petrobras. A informação foi divulgada nesta 2ª (21.out.2019) pelo Sindigás (Sindicato Nacional das Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo) e confirmada pela empresa.
De acordo com o comunicado do sindicato, o preço do gás residencial terá aumento de 4,8% a 5,3%. O gás vendido para as indústrias também terá reajuste de 2,9% a 3,2%.
A variação do percentual de reajuste depende da refinaria. Os novos preços incidirão sobre os botijões de até 13 kg (residencial) e acima de 13 kg (empresarial).
O Sindigás destacou que a diferença de preço entre o GLP empresarial e o GLP residencial está praticamente igual, o que seria um bom sinal para o mercado.
Os consumidores pagaram, em média, R$ 69,10 por um botijão de gás de 13 kg em 2019. O dado da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) considera os valores praticados nos postos de revenda até setembro.
Por Sabrina Barbosa com ANP

Reações:

0 comentários: