terça-feira, 22 de outubro de 2019

Marinha detalha percurso do óleo no litoral do Nordeste e destaca que mudança de corrente marítima pode trazer manchas de volta à Paraíba



As manchas de óleo que poluem o Nordeste há um mês e meio podem ter encontrado seu ponto máximo ao sul após poluírem praias de Salvador. Elas deram início a um novo ciclo que vai no sentido contrário, sujando novamente praias de Sergipe, Alagoas e Pernambuco.


Nesta quinta, por exemplo, novas manchas apareceram no litoral sul de Pernambuco, depois de 31 dias após deixarem o Estado livre do problema. Alagoas e Sergipe voltaram a registrar grandes surgimentos esta semana em áreas que já haviam sido atingidas anteriormente.

Segundo a Marinha, as correntes marítimas, o vento e próprio ciclo natural do oceano.
Pensando nisso, o governador João Azevêdo se reúne nesta terça-feira (22) com representantes de órgãos e instituições ligadas ao meio ambiente – estadual e federal –, bem como das prefeituras dos municípios do Litoral paraibano, para discutir a situação das manchas de óleo nas praias nordestinas e traçar estratégias de ações no caso da Paraíba ser atingida pelo problema novamente . A reunião está prevista para as 9h, no Salão Azul do Palácio da Redenção.

Participarão da reunião as Secretarias de Estado da Infraestrutura e do Meio Ambiente e da Comunicação Institucional, Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Gabinete Militar, Capitania dos Portos, 1º Grupamento de Engenharia, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Ibama, ICMBio e Petrobras, além das Prefeituras de Pitimbu, Conde, João Pessoa, Cabedelo, Lucena, Rio Tinto, Baía da Traição e Mataraca.

Por Sabrina Barbosa

Reações:

0 comentários: