quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Patos decreta calamidade pública por conta de incêndio no lixão


O prefeito interino, Ivanes Lacerda, decretou nesta quarta-feira (02) Estado de Calamidade Pública por causa do incêndio no lixão. O decreto publicado no Diário Oficial do município garante à Prefeitura o poder de, por exemplo, executar medidas excepcionais sem autorização do Legislativo. Isso inclui a realocação de verbas e cortes de serviços para priorização em outras áreas, a exemplo da força tarefa iniciada.
O secretário de Meio Ambiente de Patos, Silvio Moreira, informou que já entrou em vigor a força tarefa para combater o incêndio. A ação está está sendo realizada com o acréscimo de cinco caçambas e um trator de esteira, sendo que esses equipamentos foram cedidos pelo DER e prefeituras de São José do Bonfim e São Mamede, e também alugados pela Prefeitura de Patos. O Departamento de Estradas de Rodagem da Paraíba (DER) está colaborando com a frota de caçambas e trator enchedeira.
O apoio das referidas máquinas visa agilizar o aterramento e abafamento do fogo e da fumaça. Vale frisar que o Corpo de Bombeiros de Patos vem trabalhando no incêndio desde o último domingo (29), mas devido a grande proporção do fogo foi necessário buscar apoio logístico para contribuir com o trabalho.
Coleta consciente
Para minimizar as chances de novos focos de incêndio no lixão, o secretário Silvio Moreira orientou que a população patoense colabore com a separação do lixo seco e do lixo úmido. No tocante ao lixo seco, a recomendação é que as pessoas aguardem pelo menos dois dias antes de colocá-lo para coleta. Ele explicou que dessa forma é possível evitar o envio de materiais plásticos para o lixão de Patos, favorecendo também o processo de reciclagem.
Mais PB

Reações:

0 comentários: